Foi realizado um estudo transversal de base populacional junto à população adulta do município de Florianópolis, capital do estado de Santa Catarina, de setembro de 2009 a janeiro de 2010.

O procedimento de cálculo da amostra do EpiFloripa foi realizado no programa estatístico EpiInfo 6.04. Para estimativa de prevalência foram considerados os seguintes parâmetros: prevalência de 50%, erro amostral de 4 pontos percentuais e nível de confiança de 95% . O valor da amostra obtido foi de 599 adultos. Para o controle do efeito de delineamento do estudo, realizado através de conglomerados, utilizou-se um ajuste de delineamento igual a 2. Foram ainda adicionados 10% para eventuais perdas e mais 20% para controle de fatores de confusão, totalizando uma amostra igual 1.581 adultos. Com o objetivo de aumentar o poder da amostra esta foi definida em 2016 adultos.

O processo de amostragem foi realizado em duplo estágio. O primeiro foi formado pelos setores censitários e o segundo composto pelos domicílios particulares permanentes urbanos incluídos nos setores censitários selecionados. Assim, todos os moradores adultos dos domicílios selecionados eram elegíveis para entrevista, exceto aqueles institucionalizados ou inaptos a responder o questionário do estudo (adultos acamados ou com algum impedimento físico ou mental que impossibilitasse o entrevistado de responder o questionário).

Os setores censitários urbanos do município (unidades primárias de amostragem) foram ordenados em ordem crescente de renda e estratificados em decis. Selecionaram-se sistematicamente 6 setores em cada decil de renda e realizou-se a contagem in loco do total de domicílios habitados em cada setor censitário sorteado. Com o intuito de diminuir o coeficiente de variação de domicílios por setor, realizou-se a fusão de algumas unidades e a divisão de outras, respeitando-se o decil de renda e a localização geográfica dos mesmos. Após esse procedimento, obtiveram-se 63 setores censitários, com coeficiente de variação de 32%. Considerando-se a necessidade de se entrevistarem 2.016 pessoas em 63 setores, conferindo, em média, 32 adultos por setor, foram selecionados 18 domicílios em cada uma dessas unidades geográficas.

A coleta dos dados foi realizada por 35 entrevistadoras com a utilização do Personal Digital Assistant (PDA). Foram consideradas perdas as pessoas não encontradas após quatro visitas, sendo ao menos uma no período noturno e outra no finam de semana. O controle de qualidade das respostas foi realizado semanalmente em aproximadamente 15% da entrevistas, selecionadas de forma aleatória em todos os setores.

Os dados foram analisados através do programa estatístico Stata versão 9, utilizando o comando svy para considerar o efeito de delineamento e os pesos amostrais, que foram calculados considerando-se a probabilidade de cada setor ser sorteado dentre todos aqueles existentes no município e de cada domicílio ser sorteado dentro do setor censitário.

O projeto de pesquisa foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Santa Catarina e foi aprovado conforme protocolo número 351/2008.

Para visualizar o Certificado emitido pelo Comitê de Ética,  clique aqui: comite etica epifloripa 2009

Para visualizar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, clique aqui: TCLE EpiFloripa 2009