EpiFloripa Adulto 2012

Questionário Geral

Aplicado em todo coorte.

Para visualizar o questionário aplicado em 2012.Clique Aqui

Modelo de Recordatório Alimentar

Utilizado para obter informações sobre o consumo alimentar de toda amostra (visita presencial) e uma sub-amostra de 40% para um segundo recordatório via telefone.

Para visualizar o modelo de Recordatório Alimentar Clique Aqui

Questionário de Hábitos e Acesso à Alimentação Saudável

Aplicado em uma sub-amostra de 40% que foi obtido a ingesta alimentar via telefone.

Para visualizar o Questionário de Hábitos e Acesso à Alimentação Saudável. Clique Aqui

Financiamento e Orçamento

Para o segundo estudo, EpiFloripa adulto 2012 foi obtido novo recurso do CNPq no valor de R$ 101.000,00. Este recurso foi integramente destinado a remuneração dos profissionais de campo e de uma auxiliar de pesquisa. Esta etapa contou novamente com a atuação de pesquisadores e estudantes de pós-graduação da Universidade Federal de Santa Catarina.

Manual de Instruções 2012

Para visualizar o Manual de Instruções Clique Aqui

Examinadores 2012

Os examinadores do estudo EpiFloripa Adulto 2012 já foram selecionados!

Confira abaixo quem faz parte da nossa equipe!

 

André Dias

 

 

 

 

 

 

Bianca Muriel Claas

 

 

 

 

 

 

Deborah Renzetti

 

 

 

 

 

Gustavo Santaella

 

 

 

 

 

 

Luciana da Silva


 

Estudo EpiFloripa Adulto 2012 – Métodos

Como trata-se de um estudo longitudinal, deu-se continuidade ao trabalho com a amostra do “EpiFloripa 2009”, que foi calculada considerando estimativas que maximizassem o tamanho de amostra necessário para as diferentes análises a serem realizadas: prevalência desconhecida (50%), nível de confiança de 95%, erro amostral de 3,5pontos percentuais, efeito do desenho de 2,0 (devido à amostragem por conglomerados) e acréscimo de 10% para possíveis perdas e/ou recusas.

O tamanho mínimo da amostra foi estimado em 1720 adultos. Todos os 420 setores censitários urbanos da cidade foram ordenados de acordo com a renda média mensal do chefe da família. Utilizou-se então, uma amostra sistemática de 60 setores censitários (60/420), sendo incluídos seis setores censitários em cada decil de renda.

Foram considerados elegíveis todos os adultos de 20 a 59 anos, residentes nos domicílios selecionados em cada setor. Foram excluídos os indivíduos que apresentavam amputação de alguma extremidade ou que usavam próteses, amputados, os acamados, aqueles que utilizavam próteses, os impossibilitados de ficarem na posição adequada para a realização das medidas antropométricas e aqueles que não conseguiam responder ao questionário.

A coleta dos dados para o EpiFloripa 2012 foi realizada em 2012 por oito entrevistadores/examinadores, os mesmos que passaram por todo um processo de treinamento e padronização na aferição das medidas antropométricas antes de realizar o trabalho de campo, para assim garantir maior precisão das informações. Para garantir um maior percentual de acompanhamento, em 2011 os endereços de todos os participantes do estudo foram atualizados através dos contatos telefônicos e/ou de e-mail que os participantes forneceram em 2009. A coleta de dados começou em abril de 2012 e finalizou em dezembro de 2013, sendo obtidas informações completas de pouco mais de 1200 participantes do estudo original ( taxa de acompanhamento de 71%), os quais se apresentaram bem distribuídos em todos os decis de renda familiar. As entrevistas foram realizadas no próprio domicílio dos participantes, prévio agendamento telefônico realizado por três membros da equipe.  Cada participante foi procurado em pelo menos quatro dias diferentes, incluindo uma vez durante o final no fim de semana. Adicionalmente, uma sub-amostra de 500 membros da corte foram entrevistados uma segunda vez via telefônica para obter um segundo recordatório alimentar de 24 horas.

No questionário aplicado no ano de 2012, as variáveis utilizadas foram: sociodemográficas que compreendem cor da pele, escolaridade, renda mensal, número de moradores do domicílio, estado civil (coletadas com base na classificação do IBGE), trajetória socioeconômica, medidas antropométricas, por coleta direta (peso, estatura, circunferência da cintura), e pressão arterial por aparelho digital, Saúde bucal (exames baseados nas recomendações da OMS), Qualidade de vida (Questionário WHOQOL), Doenças autorreferidas, Questionário de discriminação, Consumo alimentar: através de recordatório de 24 horas (um único recordatório para toda a amostra e um segundo recordatório em 40% dos participantes), Níveis de pressão arterial sistólica e diastólica: média de duas medidas de pressão arterial realizadas ao longo da entrevista.

A confiabilidade das medidas dos examinadores foi avaliada, conforme recomendado por Habicht, por meio do Erro Técnico de Medida (TEM), tanto intra como inter observador, durante o processo de padronização na aferição das medidas que foi realizado em 2009.

Em 2012 foram utilizados os mesmos processos de treinamento, padronização e os cuidados metodológicos antes referidos para a aferição do peso e da CC. Considerando a estabilidade da altura durante o intervalo de tempo das duas pesquisas (2009-2012), esta medida não será realizada novamente em 2012. Para estimar certos indicadores que precisem da altura (como o IMC ou a razão cintura/altura) e/ou para ajuste nas análises, será utilizada a medida obtida em 2009.

No estudo EpiFloripa, o recordatório 24h foi aplicado em todos os indivíduos localizados em 2012 em entrevista face a face e com a finalidade de avaliar o consumo habitual. Uma segunda aplicação do recordatório 24h foi realizada em uma sub-amostra de 40% da população do estudo através de entrevista telefônica, com a finalidade de ajustar a dispersão dos dados. Os inquéritos recordatórios serão aplicados no papel e em seguida, os dados serão digitados em programa específico chamado NDSR, atualmente considerado um dos softwares de maior precisão para o cálculo da ingestão alimentar. O software possui 18000 alimentos e preparações e 130 nutrientes e outros componentes alimentares, foi desenvolvido pela Universidade de Minnesota e já foi utilizado em grandes estudos como o Nhanes.

O projeto EpiFloripa 2012 já conta com aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Santa Catarina/CCS, obtida no dia 28 de fevereiro de 2011 (parecer 1772/11).

Para visualizar o Certificado emitido pelo Comitê de Ética, clique aqui: comite de etica epifloripa

Para visualizar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, clique aqui: TCLE epifloripa 2012

 

 

 

 

 

Equipe EpiFloripa Adulto 2012

Pesquisadores

Antonio Fernando Boing

boing@ccs.ufsc.br

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4779950Z4

Cirurgião-dentista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mestre em Saúde Pública, com área de concentração em Epidemiologia pela mesma universidade, Doutor em Odontologia, com área de concentração Odontologia Social pela Faculdade de Odontologia da USP. Docente do Departamento de Saúde Pública da UFSC desde 2008, credenciado no Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva da UFSC. Atua na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Epidemiologia. Suas principais linhas de pesquisa são o estudo dos determinantes sociais em saúde, da epidemiologia das doenças crônicas e da epidemiologia na atenção básica em saúde.

 

 

David Alejandro González Chica

 

david.epidemio@gmail.com

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4258144T2

Médico pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Católica de Santiago de Guayaquil – Equador, Especialista em Doenças Pediátricas Infecciosas e Parasitárias pelo Instituto de Saúde Carlos III (Espanha). Mestre e Doutor em Epidemiologia, com área de concentração estudos de Ciclo Vital) pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Pós-doutorado em avaliação da composição corporal e determinantes precoces pela UFPel. Docente do Departamento de Nutrição e credenciado no Programa de Pós-graduação em Nutrição Coletiva da UFSC desde 2010. Atua principalmente nos seguintes temas: epidemiologia nutricional, análise de estudos longitudinais, obesidade, iniqüidades em saúde, educação em saúde.

Elena Riet Correa Rivero

riet@ccs.ufsc.br

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4707587Y9

Cirurgiã-dentista pela Universidade Federal de Pelotas, Mestre em Patologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001) e Doutora em Odontologia (Patologia Bucal) pela Universidade de São Paulo (2003). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem experiência na área de Odontologia, com ênfase em Patologia Bucal. Integra o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Odontologia da UFSC, atuando como orientadora de mestrado, junto às áreas de concentração em Diagnóstico Bucal e Endodontia. É Coordenadora do Laboratório de Patologia Bucal da UFSC e Professora integrante do Ambulatório de Estomatologia do Hospital Universitário da UFSC. Suas principais linhas de pesquisa são Diagnóstico em Patologia Bucal, Tratamento Endodôntico na dentição decídua e permanente e Estudos das doenças que afetam o sistema estomatognático.

 

Eleonora D’Orsi

eleonora@ccs.ufsc.br

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=N461939

Médica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Mestre em Saúde Pública e Doutora em Ciências da Saúde, com ênfase em Epidemiologia – pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Professora Adjunta do Departamento de Saúde Pública e credenciada junto ao Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva da UFSC. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase na área de Epidemiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde da mulher e saúde do idoso.

 

 

Filipe Modolo Siqueira

fimodolo@gmail.com

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4778212A6

Cirurgião-Dentista pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (2003) e Doutor em Odontologia (Patologia Bucal) também pela Universidade de São Paulo (2006). Atualmente exerce o cargo de Professor Adjunto III no Departamento de Patologia (PTL) do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Orientador de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós Gradução em Odontologia da UFSC, área de concentração em Diagnóstico Bucal. Tem experiência na área de Odontologia, com ênfase em Patologia Geral e Bucal, Estomatologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Diagnóstico de lesões do complexo buco-maxilo-facial, Imunoistoquímica, Cultura de células e Biologia Celular e Molecular.

 

 

João Luiz Dornelles Bastos

joao.luiz.epi@gmail.com

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4778698U1

Cirurgião-dentista, Mestre e Doutor em Epidemiologia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL). Docente do Departamento de Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2010. Atua na área de saúde coletiva, com ênfase em epidemiologia das desigualdades em saúde.

 

 

 

Karen Glazer Peres

karengp@ccs.ufsc.br

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4796318A4

Cirurgiã-dentista pela Universidade Paulista (UNIP), Mestre em Odontopediatria pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mestre em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP, Doutora em Saúde Pública pela FSP-USP com estágio na University College London, Pós-doutorado em Epidemiologia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e Universidade de Otago, Nova Zelândia. Docente do Departamento de Saúde Pública da UFSC e é credenciada nos Programas de Pós-graduação em Saúde Coletiva e Odontologia da UFSC. Bolsista de produtividade do CNPq, nível 2, na área de Epidemiologia tem experiência com estudos de saúde bucal de base populacional. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Epidemiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: epidemiologia das doenças não transmissíveis, epidemiologia da saúde bucal e desigualdades em saúde. Coordenadora do programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (2010-2012). É coordenadora do Centro Colaborador de Vigilância à Saúde Bucal do Ministério da Saúde.

Leonardo de Lucca Schiavon

leo-jf@uol.com.br

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4137771Z9

Médico pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Residência médica em Gastroenterologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Doutorado em Gastroenterologia concluído em 2007 e pós-doutorado em Hepatologia (UNIFESP). Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Clínica Médica, Gastroenterologia, Hepatologia e Endoscopia Digestiva. Atualmente atua como Professor Adjunto do Departamento de Clínica Médica (Serviço de Gastroenterologia) da Universidade Federal de Santa Catarina e Professor da graduação e pós-graduação da Universidade do Sul de Santa Catarina.

Marco Aurélio Peres

marco.peres@adelaide.edu.au

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4723902U0#Producaocientifica

Coordenador do Estudo EpiFloripa. Cirurgião-dentista pela Faculdade de Odontologia da USP, Especialista e Mestre em Saúde Pública pela FSP-USP. Em 2002 concluiu o doutorado em Saúde Pública, área de Epidemiologia, pela Faculdade de Saúde Pública da USP com estágio (bolsa sanduiche) na University College London. Em 2006 realizou pós-doutorado em Epidemiologia pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas, Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia da Universidade Federal de Pelotas. Realizou estágio sênior no exterior (CNPq) junto à Universidade de Otago, Nova Zelândia. Desde 1995 é Professor do Departamento de Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é Professor Associado do Departamento de Saúde Pública e orientador credenciado dos Programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva e em Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina e pesquisador nível 1C do CNPq. Como linhas principais de pesquisa destacam-se a Epidemiologia da Saúde Bucal, Epidemiologia do ciclo vital, Desigualdades em Saúde, Avaliação de efetividade de serviços de saúde e Inquéritos populacionais.

Yara Maria Franco Moreno

yarafmoreno@gmail.com

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4707924Z1

Nutricionista pela Universidade Federal do Paraná, Mestre em Alimentos e Nutrição pela Universidade Estadual de Campinas, Doutora em Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é Docente do Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem experiência na área de Avaliação do Estado Nutricional e Imunonutrição, atuando principalmente nos seguintes temas: concentrado proteico de soro de leite, prebióticos e Síndrome da Imunodeficiência Humana em Pediatria.

 

 

 

Pesquisadores Associados:

Alexandra Crispim Boing

alecrispim@yahoo.com.br

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4732911T8

Farmacêutica, Mestre em Saúde Pública, área de concentração em Epidemiologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mestre em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), com especialização em Farmácia Clínica pela FURB, especialização em Saúde da Família pela UFSC, MBA em administração pela Universidade Lúsofona de Portugal e Doutoranda em Saúde Coletiva pela UFSC. Foi Professora do Departamento de Saúde Pública da UFSC durante o ano de 2010. Atualmente desenvolve trabalho de pesquisa na área de saúde coletiva na Universidade Federal de Santa Catarina. É membro da Comissão de Ética do Conselho Regional de Farmácia de Santa Catarina. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, Epidemiologia e Farmacoepidemiologia.

 

 

Carla de Oliveira Bernardo

carlabernardoo@gmail.com

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4164407Z4

Nutricionista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mestre em Nutrição, com ênfase em Nutrição em Saúde Publica pela UFSC. Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em Nutrição em Saúde Pública, atuando principalmente nos temas: Estado nutricional de coletividades, Consumo alimentar, Educação nutricional, Epidemiologia da obesidade e Ambiente obesogênico.

 

 

 

 

Daniela de Rossi Figueiredo

daniela.derossi@gmail.com

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4217597Y6

Cirurgiã-dentista pela Universidade do Sagrado Coração – Bauru/SP. Mestre em Odontologia em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente é Doutoranda em Odontologia em Saúde Coletiva pela mesma instituição.  É professora voluntária na disciplina de Interação Comunitária V (epidemiologia da saúde bucal) no Curso de Graduação em Odontologia (UFSC).

 

Helena Mendes Constante

lenaconstante@gmail.com

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4427955Z7

Graduanda em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Bolsista de Iniciação Científica pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC/CNPq – UFSC por quatro anos consecutivos pelo Departamento de Saúde Pública.

 

 

 

Silvia Giselle Ibarra Ozcariz

silvia.ozcariz@gmail.com

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4238778Y1

Nutricionista pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Mestre em Epidemiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e doutoranda em Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem experiência na área de Epidemiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Epidemiologia Nutricional, Consumo Alimentar, Educação Nutricional, Nutrição Materno-Infantil e Saúde do Adulto.