Como trata-se de um estudo longitudinal, deu-se continuidade ao trabalho com a amostra do “EpiFloripa 2009”, que foi calculada considerando estimativas que maximizassem o tamanho de amostra necessário para as diferentes análises a serem realizadas: prevalência desconhecida (50%), nível de confiança de 95%, erro amostral de 3,5pontos percentuais, efeito do desenho de 2,0 (devido à amostragem por conglomerados) e acréscimo de 10% para possíveis perdas e/ou recusas.

O tamanho mínimo da amostra foi estimado em 1720 adultos. Todos os 420 setores censitários urbanos da cidade foram ordenados de acordo com a renda média mensal do chefe da família. Utilizou-se então, uma amostra sistemática de 60 setores censitários (60/420), sendo incluídos seis setores censitários em cada decil de renda.

Foram considerados elegíveis todos os adultos de 20 a 59 anos, residentes nos domicílios selecionados em cada setor. Foram excluídos os indivíduos que apresentavam amputação de alguma extremidade ou que usavam próteses, amputados, os acamados, aqueles que utilizavam próteses, os impossibilitados de ficarem na posição adequada para a realização das medidas antropométricas e aqueles que não conseguiam responder ao questionário.

A coleta dos dados para o EpiFloripa 2012 foi realizada em 2012 por oito entrevistadores/examinadores, os mesmos que passaram por todo um processo de treinamento e padronização na aferição das medidas antropométricas antes de realizar o trabalho de campo, para assim garantir maior precisão das informações. Para garantir um maior percentual de acompanhamento, em 2011 os endereços de todos os participantes do estudo foram atualizados através dos contatos telefônicos e/ou de e-mail que os participantes forneceram em 2009. A coleta de dados começou em abril de 2012 e finalizou em dezembro de 2013, sendo obtidas informações completas de pouco mais de 1200 participantes do estudo original ( taxa de acompanhamento de 71%), os quais se apresentaram bem distribuídos em todos os decis de renda familiar. As entrevistas foram realizadas no próprio domicílio dos participantes, prévio agendamento telefônico realizado por três membros da equipe.  Cada participante foi procurado em pelo menos quatro dias diferentes, incluindo uma vez durante o final no fim de semana. Adicionalmente, uma sub-amostra de 500 membros da corte foram entrevistados uma segunda vez via telefônica para obter um segundo recordatório alimentar de 24 horas.

No questionário aplicado no ano de 2012, as variáveis utilizadas foram: sociodemográficas que compreendem cor da pele, escolaridade, renda mensal, número de moradores do domicílio, estado civil (coletadas com base na classificação do IBGE), trajetória socioeconômica, medidas antropométricas, por coleta direta (peso, estatura, circunferência da cintura), e pressão arterial por aparelho digital, Saúde bucal (exames baseados nas recomendações da OMS), Qualidade de vida (Questionário WHOQOL), Doenças autorreferidas, Questionário de discriminação, Consumo alimentar: através de recordatório de 24 horas (um único recordatório para toda a amostra e um segundo recordatório em 40% dos participantes), Níveis de pressão arterial sistólica e diastólica: média de duas medidas de pressão arterial realizadas ao longo da entrevista.

A confiabilidade das medidas dos examinadores foi avaliada, conforme recomendado por Habicht, por meio do Erro Técnico de Medida (TEM), tanto intra como inter observador, durante o processo de padronização na aferição das medidas que foi realizado em 2009.

Em 2012 foram utilizados os mesmos processos de treinamento, padronização e os cuidados metodológicos antes referidos para a aferição do peso e da CC. Considerando a estabilidade da altura durante o intervalo de tempo das duas pesquisas (2009-2012), esta medida não será realizada novamente em 2012. Para estimar certos indicadores que precisem da altura (como o IMC ou a razão cintura/altura) e/ou para ajuste nas análises, será utilizada a medida obtida em 2009.

No estudo EpiFloripa, o recordatório 24h foi aplicado em todos os indivíduos localizados em 2012 em entrevista face a face e com a finalidade de avaliar o consumo habitual. Uma segunda aplicação do recordatório 24h foi realizada em uma sub-amostra de 40% da população do estudo através de entrevista telefônica, com a finalidade de ajustar a dispersão dos dados. Os inquéritos recordatórios serão aplicados no papel e em seguida, os dados serão digitados em programa específico chamado NDSR, atualmente considerado um dos softwares de maior precisão para o cálculo da ingestão alimentar. O software possui 18000 alimentos e preparações e 130 nutrientes e outros componentes alimentares, foi desenvolvido pela Universidade de Minnesota e já foi utilizado em grandes estudos como o Nhanes.

O projeto EpiFloripa 2012 já conta com aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Santa Catarina/CCS, obtida no dia 28 de fevereiro de 2011 (parecer 1772/11).

Para visualizar o Certificado emitido pelo Comitê de Ética, clique aqui: comite de etica epifloripa

Para visualizar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, clique aqui: TCLE epifloripa 2012